Sintec rejeita contraproposta de reajuste de 2,82% do Sinaenco 

17/12/2021
Rafaela Patrício B Hora Consultoria

O Sindicato dos Técnicos Industriais do Espírito Santo (Sintec -ES) rejeitou a contraproposta do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco) com reajuste de 2, 82% para as cláusulas econômicas como ticket alimentação, auxílio creche e piso salarial da categoria.

 

 

O Sintec havia proposto que o reajuste fosse realizado com base na inflação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que de maio de 2020 a abril de 2021 seria de 7,59%, mais um ganho real de 5%. Isto porque os gastos com alimentação e medicamentos são os que geram maior impacto no bolso dos trabalhadores e devem ser levados em conta na negociação salarial.

 

 

Segundo o presidente do Sintec, Dionísio Carvalho, a data base para o reajuste salarial da categoria é maio. Desde abril o sindicato apresentou sua proposta e vem realizando diversas tentativas de negociação. Mas, somente agora recebeu a contraproposta do Sinaenco.

 

 

“O que eles apresentaram foi uma coisa absurda. Nem o que foi assinado em setembro relativo à 2020/2021 eles estão cumprindo. Agora vem com a proposta de 2,82% para empurrar goela abaixo do trabalhador. Se pegarmos os dados do Dieese, já estão acima de 8%. Então a perda é grande e a proposta deles é indecente. Não cabe nem apresentar para categoria porque é uma falta de respeito “, afirmou o presidente.

 

Caso o Sinaenco não reveja sua posição, o Sintec deve solicitar uma mediação ao Ministério do Trabalho para tentar evoluir o percentual de reajuste e em último caso, pode ser adotado o dissídio coletivo.

FACEBOOK

FAÇA PARTE

FENTEC
CUT
CFT

SINDICALIZE-SE