Museu Nacional: falta de olhar técnico


Notícia postada em 06/09/2018

A tragédia anunciada nesta semana reflete a falta de olhar técnico apurado, em relação ao patrimônio do País. O Sintec-ES se solidariza com todos os brasileiros pela perda de grande parte do acervo do Museu Nacional, localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro. Foram destruídos mais de 20 milhões de itens catalogados por pesquisadores, que se dedicaram durante vários anos às áreas de História, Arquivologia, Arqueologia, Antropologia, Zoologia, Geologia e muitas outras. Itens que serviram para milhões de pessoas, dentre estudantes, turistas e admiradores da Cultura.

Diante do descaso demonstrado pelo governo federal atual, o Sintec-ES lamenta e assegura que houve falta de planejamento e controle técnico, já que a instituição destruída carecia de manutenção nos setores elétrico, eletrônico, hidráulico e de edificação e automação, de acordo com os próprios funcionários do local, em depoimentos, tanto na imprensa nacional quanto internacional. Além disso, havia falhas de regulamentação para o simples funcionamento e abertura ao público visitante.

Para começar, o local se encontrava em situação irregular com o Corpo de Bombeiros. Não havia Certificado de Aprovação, documento que envolve todas as condições da estrutura arquitetônica. Não estavam também garantidas as medidas de segurança legalmente recomentadas, como, por exemplo: número correto de extintores, sinalização e portas corta-fogo. Todos esses detalhes provam a falta de interesse e o alerta que o acontecimento gerou para todas as instituições que estão ligadas ao patrimônio histórico.

OUTRAS NOTÍCIAS

Av. Nossa Senhora da Penha , 280, sala 204
Ed. Praia Center - CEP.: 29055-050
  • 27 3325-0598 | 27 3345-3005
  • 9h às 18h