VOCÊ ESTA LENDO Curso de Capacitação em Perícia Judicial

Curso de Capacitação em Perícia Judicial

Notícia postada em 02/07/2019

O Sintec/ES firmou parceria com a Perito On Line & Educultura para fornecer o curso de capacitação em Perícia Judicial para os associados do sindicato que queiram participar. O curso tem a Internet como Plataforma de Ensino, com aulas ministradas por meio de teleconferência e ambiente virtual de aprendizagem, com período total de 18 meses.

O Início das aulas será no dia 15 de julho – segunda-feira às 19 hs. As inscrições poderão ser feitas no sítio: www.pol1. com.br. Os alunos associados ao Sintec/ES ganham um desconto de 30% no valor das mensalidades (Ver tabela de valores no sítio).

O objetivo do curso é capacitar técnicos industriais, administradores, advogados, contadores, economistas, engenheiros e demais profissionais para atuarem como perito do juízo ou laborar por indicação da parte processual como assistente técnico em processo judicial.

Mais informações: Perito On Line – (27) 3068-9779 – 99755-9197.

site: www.pol1.com.br

PLANO DO CURSO

I – JUSTIFICATIVA

O Curso de Capacitação em Perícia Judicial objetiva certificar tecnicamente o profissional para a elaboração de laudo pericial, que servirá como uma fonte de consulta e auxílio à formação da “convicção do juízo” sobre a matéria periciada, no momento em que for proferir sentença em processo que tramita no judiciário, em harmonia com o Art. 479, da Lei nº. 13.105, de 16 de março de 2015 – Código de Processo Civil ou com o Art. 852-I, do Decreto-lei nº. 5.452, de 1º de maio de 1943 – Consolidação das Leis do Trabalho.

II – OBJETIVO GERAL

Capacitar técnicos industriais, administradores, advogados, contadores, economistas, engenheiros e demais profissionais para atuarem como perito do juízo ou laborar por indicação da parte processual como assistente técnico em processo judicial.

III – OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Ensinar o profissional com base em processo judicial, a metodologia aplicada  na produção de um laudo pericial;

Dotar o profissional de conhecimentos sobre leis, decretos e súmulas utilizadas na feitura de perícia judicial, bem como de regramentos administrativos;

Instruir o profissional a preparar correspondências periciais ao juízo (petições), as partes e a terceiros;

Capacitar o profissional para realizar o planejamento de diligência pericial, e realizar a oitiva de “testemunhas”;

Munir o profissional de literatura técnica empregada no âmbito da perícia judicial;

Prover o profissional de técnicas de pesquisas para ser aplicadas na produção de laudo pericial;

Preparar o profissional para responder aos “quesitos apresentados pelo juiz, pelas partes e pelo órgão do Ministério Público”, e elucidar o fato controverso discutido  nos autos entre os litigantes por meio da feitura de laudo pericial.

IV – ÁREA DE CONCENTRAÇÃO PERICIAL

O Curso de Capacitação em Perícia Judicial é voltado para áreas técnicas de organizações públicas e privadas, concentrando-se nos seguintes conflitos judiciais:

A) EXERCÍCIO ILEGAL DE PROFISSÃO OU ATIVIDADE

Produzir laudo pericial  face nomeação do perito em conformidade com o Art. 465 da Lei nº. 13.105, de 16 de março de 2015 – Código de Processo Civil, a ser realizado em consonância com os artigos 473 e 474  do mesmo diploma legal,  com base nos fatos controversos discutidos nos autos entre as partes. Ou seja, verificar se o autor desempenhou “profissão” regulamentada diversa da descrita no Termo de Responsabilidade Técnica, “sem preencher as condições a que por lei está subordinado o seu exercício”, em consonância com o Art. 47 do Decreto-lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941. E, ainda, prestar as devidas explicações às  manifestações das partes sobre o laudo pericial, bem como responder aos “quesitos suplementares” formulados pelos litigantes e, igualmente esclarecer os pontos divergentes apontados no labor técnico, de maneira recíproca, pelo autor, pelo réu e pelos assistentes técnicos,   conforme  disposto  nos  artigos 469 e 477 da Lei nº. 13.105, de 16 de março de 2015 – Código de Processo Civil.

B) CARGA HORÁRIA PARA DESEMPENHO DE CARGO OU FUNÇÃO

Realizar prova técnica devido  nomeação do perito  em harmonia com § 4º do Art. 852-H do Decreto-lei  nº. 5.452, de 1º de maio de 1943, a ser elaborada  de acordo com os artigos  473 e 474 da Lei n.º 13.105, de 16 de março de 2015 – Código de Processo Civil, fundamentada na controvérsia debatida no processo entre os litigantes, quer dizer, averiguar se a carga horária realizada pelo reclamante era superior aquela pactuada no Termo de Responsabilidade Técnica  com a reclamada. E, ainda, prestar as devidas explicações às  manifestações das partes sobre o laudo pericial, bem como responder aos “quesitos suplementares” formulados pelos litigantes e, igualmente esclarecer os pontos divergentes apontados no labor técnico, respectivamente, pelo autor, pelo réu e pelos assistentes técnicos,  em harmonia com o  § 6º do Art. 852-H do Decreto-Lei  nº. 5.452, de 1º de maio de 1943 – Consolidação das Leis do Trabalho e nos  artigos 469 e 477 da Lei nº. 13.105, de 16 de março de 2015 – Código de Processo Civil.

C) CÁLCULOS DE LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA

Elaborar “cálculos de liquidação complexos” ou “na liquidação por arbitramento” em razão de nomeação do perito de acordo, na devida ordem, com o § 6o  do Art. 879 do Decreto-lei  nº. 5.452, de 1º de maio de 1943 – Consolidação das Leis do Trabalho e o Art. 510 da Lei nº. 13.105, de 16 de março de 2015 – Código de Processo Civil,  a ser executados em observância ao comando sentencial contido nos autos, com o emprego de regramentos legais, súmulas, regulamentos do INSS e do IRRF entre outros, e concluindo com a apuração do valor devido ao reclamante.

V – PÚBLICO ALVO

Técnicos industriais, administradores, advogados, economistas, engenheiros e demais profissionais interessados em adquirir conhecimentos pertinentes ao objeto de estudo do curso.

VI – METODOLOGIA DE ENSINO

A metodologia de ensino a ser utilizada no Curso de Capacitação em Perícia Judicial é a seguinte:

 Plataforma de Ensino – Utilização de Plataforma de Ensino em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), onde as aulas são ministradas pelo professor por meio de videoconferência, isto é, os encontros letivos são ao vivo, através da internet, gravados e disponibilizadas no dia seguinte para consulta e estudos dos alunos, e pelo prazo de até 45 dias cada módulo de estudo.

Aulas Interativas – o professor fará a exposição dos conteúdos programáticos na Plataforma de Ensino em AVA, de forma a oferecer ao aluno uma visão ampla dos aspectos fundamentais relacionados aos temas abordados. Os alunos participarão dessa exposição online através de debates e de exercícios. Fora do horário das aulas os alunos têm a possibilidade de se reunirem na Plataforma de Ensino eme AVA, a fim de promoverem estudos acerca dos conteúdos ministrados.

Emprego de Leis e de Literatura – Além do emprego de leis e literaturas respeitantes à cada módulo de estudo, serão utilizados livros digitais (e-books) e impressos feitos especificamente para o Curso de Capacitação  em Perícia Judicial.

VI – APROVAÇÃO

A aprovação do aluno dar-se-á da seguinte forma:

1) Frequência as Aulas

O Curso de Capacitação  em Perícia Judicial é composto de 360 horas-aula, o que corresponde ao período de 12 meses, sendo aprovado em frequência o aluno que cumprir 75 % (setenta e cinco por cento) da carga horária de cada módulo de estudo. A frequência do aluno é registrada através de acesso à Plataforma de Ensino em AVA, tanto no horário de aulas como na consulta do discente aos encontros gravados e disponibilizados para a turma.

2) Avaliação nos Módulos de Estudos

2.1) Após aplicação do conteúdo programático de cada módulo, será postada pelo professor na Plataforma de Ensino em AVA uma avaliação discursiva para ser realizada pelo aluno, sendo a data de postagem da prova resolvida pelo discente até o dia estabelecido no calendário de aulas.

2.2) A aprovação do aluno acontecerá mediante obtenção de nota mínima igual a 7 (sete) em cada módulo de estudo e no Trabalho Final do Curso – TFC. O discente que obtiver nota inferior a 7 (sete) pontos em qualquer módulo de estudo ou no Trabalho Final do Curso, estará automaticamente reprovado.

 3) Trabalho Final do Curso

3.1) Ao final do Curso de Capacitação  em Perícia Judicial, o aluno deverá elaborar e apresentar um Trabalho Final do Curso,  de forma individual ou em dupla, requisito necessário para a obtenção do certificado.

3.2) Para a realização do Trabalho Final do Curso, o aluno será orientado por professor para desenvolver o seu projeto de pesquisa que, obrigatoriamente, será sobre  laudo pericial. Não é computada na carga horária do curso as 90 horas-aula de orientação do TFC.

3.3) O Trabalho Final do Curso deverá ser enviado ao professor orientador pelo(s) aluno(s) para que, após a finalização da orientação, seja realizada a sua apresentação conforme estabelecido no calendário de aulas.

3.4) A aprovação do Trabalho Final do Curso se dará mediante obtenção de nota mínima igual a 7 (sete). O TFC poderá ser utilizado pelo aluno para realizar o seu cadastramento no rol de peritos das varas do judiciário cível e/ou trabalhista.

4) Aprovação

O aluno fará jus ao Certificado do Curso de Capacitação em Perícia Judicial,   após  cumprir  integralmente os dispositivos contidos nos itens 1, 2 e 3, deste tópico VII, acima.

VIII – PERÍODO / LOCAL E REALIZAÇÃO / CALENDÁRIO

PERÍODO DO CURSO: 18 MESES

Aulas expositivas: 12 meses.

Orientação de Trabalho Final do Curso: 3 meses.

Apresentação de Trabalho Final do  Curso: 1 mês.

Registros acadêmicos e certificação do aluno: 2 meses.

LOCAL DE REALIZAÇÃO DO CURSO

Sala Virtual de Ensino da Educultura: https://educultura.com.br/pol1/

Informações: Perito On Line – (27) 30689779 – 997559197

CALENDÁRIO DE AULAS

Os encontros letivos serão ministrados  conforme o calendário de aulas  elaborado pela Perito On Line,  que se encontra divulgado neste link: <Clique aqui>

IX – DO NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA

Até 30 participantes.

X – MÓDULOS DE ESTUDOS

Estrutura Modular          Carga Horária

Introdução à Perícia Judicial

Prof. Cláudio Perito – Técnico em Metalurgia, Administrador, Especialista em Recursos Humanos, Perito Judicial Trabalhista, Administrador Judicial, Escritor

Prof. Cláudio Rubens Nascimento Ramos Júnior – Advogado Trabalhista e Previdenciário, Especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, Mestrando em Ciência Jurídica             45

Estudo de Laudo Pericial:  Exercício Ilegal de Profissão ou Atividade

Prof. Cláudio Perito – Técnico em Metalurgia, Administrador, Especialista em Recursos Humanos, Perito Judicial Trabalhista, Administrador Judicial, Escritor

Prof. Cláudio Rubens Nascimento Ramos Júnior – Advogado Trabalhista e Previdenciário, Especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, Mestrando em Ciência Jurídica

75

Estudo de Laudo Pericial: Carga Horária para Desempenho de Cargo ou Função

Prof. Cláudio Perito – Técnico em Metalurgia, Administrador, Especialista em Recursos Humanos, Perito Judicial Trabalhista, Administrador Judicial, Escritor

Prof. Cláudio Rubens Nascimento Ramos Júnior – Advogado Trabalhista e Previdenciário, Especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, Mestrando em Ciência Jurídica             75

Estudo de Laudo Pericial: Elaboração de Cálculos de Liquidação de Sentença

Prof. Antônio Valdemir Pereira Coutinho – Advogado Cível e Trabalhista, Especialista em Perícia Judicial Trabalhista

Prof. Carlos Eduardo Miranda Gomes – Jornalista, Especialista em Perícia Judicial Trabalhista, Assistente Técnico Trabalhista         75

Língua Portuguesa Aplicada à Perícia Judicial Trabalhista

Profª. Carla de Paula Santos Poubel – Mestra em Estudos Literários

Profª. Sheila da Silva Carriço – Mestra em Estudos Literários       60

Metodologia da Pesquisa Aplicada à Perícia Judicial Trabalhista

Profª. Carla de Paula Santos Poubel – Mestra em Estudos Literários

Profª. Sheila da Silva Carriço – Mestra em Estudos Literários       30

Total da Carga Horária   360

Orientação de Trabalho Final do Curso

Profª. Carla de Paula Santos Poubel – Mestra em Estudos Literários

Profª. Sheila da Silva Carriço – Mestra em Estudos Literários       90

XI – BIBLIOGRAFIA BÁSICA

BRASIL. Constituição da República Federal do Brasil, de 5 de outubro de 1988. Diário Oficial da União, Brasília, 5 out. 1988. Nº. 191-A. Brasília.

BRASIL. Decreto-lei nº. 3.688, de 3 de outubro de 1941. Leis das Contravenções Penais. Brasília.

BRASIL. Decreto–lei nº. 5.452, de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. Brasília.

BRASIL. Lei nº. 5.524, de 5 de novembro de 1968. Dispõe sôbre o exercício da profissão de Técnico Industrial de nível médio. Brasília.

BRASIL. Decreto nº. 90.922, de 6 de fevereiro de 1985. Regulamenta a Lei nº 5.524, de 5 de novembro de 1968. Dispõe sobre o exercício da profissão de técnico industrial e técnico agrícola de nível médio ou de 2º grau. Brasília.

BRASIL. Lei nº. 13.105, de 16 de março de 2015. Código de Processo Civil – CPC. Brasília.

BRASIL. Lei nº. 13.639, de 26 de março de 2018. Cria o Conselho Federal dos Técnicos Industriais, o Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas, os Conselhos Regionais dos Técnicos Industriais e os Conselhos Regionais dos Técnicos Agrícolas. Brasília.

BRASIL. Conselho Federal dos Técnicos Industriais. Resolução no. 055, de 18 de janeiro de 2019. Altera os artigos 23 a 37 da Resolução No. 40 do CFT. Dispõe sobre o Termo de Responsabilidade Técnica e o Acervo Técnico Profissional e dá outras providências. Brasília:

PONT, Juarez Varallo. Teoria e Prática de Cálculos no Processo Trabalhista. São Paulo: LTR, 1996.

ABREU, Antonio Suárez. Curso de redação. São Paulo, Ática.

BELLINE, Ana Helena Cizatto. Trabalhando com descrição. São Paulo, Ática.

BLIKSTEIN, Isidoro.Técnicas de comunicação escrita. São Paulo, Ática.

COUTINHO, Antônio Valdemir Pereira. Estudo de laudo pericial:  elaboração de cálculos de liquidação de sentença. Espírito Santo, 2016. Apostila Curso de Pós-Graduação: Especialização em Perícia Judicial Trabalhista.

Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Disponível em:<https://www.priberam.pt/DLPO/>.

DUARTE, Geraldo, Dicionário de Administração, Conselho Regional de Administração Ceará – CRA/CE e Realce Editora e Indústria Gráfica Ltda., 2005.

MEDEIROS, João B. Redação científica: a prática de fichamentos, resumos, resenhas. São Paulo: Atlas, 1991.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 21. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

PERITO, Cláudio. Introdução à pericia judicial trabalhista, Volume I, Curso de pós-graduação: especialização em perícia judicial trabalhista.1a edição. Espírito Santo: Perito On Line, 2018. Disponível em: <http://pol1.com.br/produto/volume-01/>.

PERITO, Cláudio. Estudo de laudo pericial – enquadramento em plano de cargos e salários, Volume II, Curso de pós-graduação: especialização em perícia judicial trabalhista. 1a edição. Espírito Santo: Perito On Line, 2018. Disponível em: <http://pol1.com.br/produto/volume-02/>.

PERITO, Cláudio.  Estudo de laudo pericial:  exercício ilegal de profissão ou atividade. Espírito Santo, 2019. Apostila do Curso de Capacitação  em Perícia Judicial.

PERITO, Cláudio. Estudo de laudo pericial: apuração de carga horária para desempenho de cargo ou função. Espírito Santo, 2019. Apostila do de Capacitação  em Perícia Judicial.

POUBEL, Carla de Paula Santos.  Língua portuguesa aplicada à perícia trabalhista. Espírito Santo, 2016. Apostila do Curso de Pós-Graduação: Especialização em Perícia Judicial Trabalhista.

POUBEL, Carla de Paula Santos.  Metodologia da pesquisa aplicada à perícia Trabalhista. Espírito Santo, 2016. Apostila do Curso de Pós-Graduação: Especialização em Perícia Judicial Trabalhista.

XII – COORDENAÇÃO ACADÊMICA

Cláudio Perito – Coordenador

Técnico em Metalurgia, Administrador, Especialista em Recursos Humanos, Autor do Projeto Pedagógico, Professor e Coordenador Acadêmico do Curso, Administrador Judicial Cível e Trabalhista, Perito Judicial Trabalhista, Autor dos livros: Introdução à perícia judicial trabalhista; Estudo de laudo pericial: enquadramento em plano de cargos e salários, Autor das apostilas: Estudo de laudo pericial –  equiparação salarial; enquadramento em plano de cargos e salários; laboração de laudo pericial trabalhista; exercício ilegal de profissão ou atividade; apuração de carga horária para desempenho de cargo ou função.

Curso de Capacitação em Perícia Judicial

Mensalidade baseada no custo operacional apurado  em junho/2019.

Mensalidade sujeita à alteração, caso ocorra variação no custo operacional  durante a realização do curso, conforme previsto no Contrato de Prestação de Serviços Educacionais  a ser firmado entre a Perito On Line e o discente.

Dia de vencimento da mensalidade: 5 do mês corrente.

Mensalidade Integral (não conveniados)              = R$         382,20

18 Parcelas  x 382,20      = R$      6.879,60

Instituições Conveniadas  –  Pagamento até o vencimento:

Descontos de 25%           18 x 286,65         = R$      5.159,70

SINTEC/ES: Descontos de 35%    18 x 248,43         = R$      4.471,74

Forma de Pagamento: Boleto Bancário.

Curso de Capacitação em Perícia Judicial

Mensalidade baseada no custo operacional apurado  em junho/2019.

Mensalidade sujeita à alteração, caso ocorra variação no custo operacional  durante a realização do curso, conforme previsto no Contrato de Prestação de Serviços Educacionais  a ser firmado entre a Perito On Line e o discente.

Dia de vencimento da mensalidade: 5 do mês corrente.

Mensalidade Integral (não conveniados)              = R$         382,20

18 Parcelas  x 382,20      = R$      6.879,60

Instituições Conveniadas  –  Pagamento até o vencimento:

Descontos de 25%           18 x 286,65         = R$      5.159,70

SINTEC/ES: Descontos de 35%    18 x 248,43         = R$      4.471,74

Forma de Pagamento: Boleto Bancário.