Abertura do 10º SETEC no IFES de Vitória

 

O 10 º Seminário dos Técnicos Industriais do Espírito Santo (10º SETEC), teve abertura no Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), em Vitória, com a execução do hino da instituição seguido do hino nacional.

 

O mestre de cerimônia, José Carlos Pigatti, convidou à mesa o presidente do Sindicato dos Técnicos Industriais de Nível Médio do Espírito Santo (SINTEC-ES), Bernardino José Gomes, o diretor de extensão do IFES, Sérgio Carlos Zavaris, a coordenadora do curso de edificações, Flavia Bianchi a arquiteta Lola Medeiros Ribeiro, o presidente da Federação das Associações de Moradores (FAMOPES), Marcos dos Santos, o presidente do Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas (SINDARQ-ES), José Carlos Loureiro, o arquiteto do projeto Bem Morar, Cleuber da Silva Jr e o vice-prefeito eleito de Barra de São Francisco, Denílson Ferreira Vanderlei (PEN).

 

Em seguida o presidente do SINTEC-ES, Bernardino José Gomes, deu início ao seminário levantando a importância da Lei 11.888/08 para toda sociedade e principalmente paras às famílias de menor renda. Prosseguiu informando ao público a programação do 10º SETEC, e finalizou com a importância das ocupações nas escolas realizadas pelos estudantes, contrários à PEC 55 e as reformas na educação.

 

 

 

O presidente concedeu a fala ao diretor do IFES, Sérgio Zavaris, que reforçou a importância do investimento na educação e nos institutos federais, e salientou que, mesmo estando o país em crise, o projeto em votação no Senado não é o mais adequado para a população.

 

Em sua saudação o arquiteto José Calos Loureiro frisou a importância da Lei da Assistência Técnica para toda sociedade. Aprovada em 24 de dezembro de 2008, “a lei é um presente de natal que ainda não foi aberto“, disse Loureiro. E que para fazer com que Estados e Municípios passem a cumprir esta lei arquitetos, estudantes e técnicos deverão unir esforços.

 

Abrindo a sua palestra, Lola Medeiros Ribeiro, esposa de Zezéu, iniciou falando da importância da contratação de arquitetos na projeção das cidades. Para Ribeiro, assim como advogados são procurados para tratar questões jurídicas e médicos as questões ligadas a saúde, toda edificação deveria ter o acompanhamento de um profissional em arquitetura. Segundos dados apresentados por Ribeiro, mais de 70% das construções no Brasil são empreendidas sem o acompanhamento destes profissionais.

 

Lola lembrou do trabalho do marido na carreira política, batalhando para ampliar políticas públicas que combatessem a desigualdade. Para arquiteta, a lei 11.888/08 é um avanço por possibilitar que a população de menor renda tenha acesso a técnicos capacitados para desenvolver o projeto mais adequado para cada especificidade da família.

 

 

A palestrante também leu para o público uma carta escrita por Zezéu após a aprovação da Lei da Assistência Técnica, nela o arquiteto resgata a história do movimento que, por mais de 30 anos, lutou para defender o direito de toda sociedade viver em moradias dignas.

 

Pelos trabalhos realizados para o benefício de toda sociedade o SINTEC-ES, homenageou o arquiteto Zezéu Ribeiro com uma placa de agradecimento que foi entregue a sua esposa Lola Medeiros Ribeiro.

 

Lola Medeiros Ribeiro recebe do presidente do SINTEC, Bernardino José Gomes, a placa em homenagem aos serviços prestados por Zezéu Ribeiro à toda sociedade

Lola Medeiros Ribeiro recebe do presidente do SINTEC, Bernardino José Gomes, a placa em homenagem aos serviços prestados por Zezéu Ribeiro à toda sociedade

Av. Nossa Senhora da Penha , 280, sala 204
Ed. Praia Center - CEP.: 29055-050
  • 27 3325-0598 | 27 3345-3005
  • 9h às 18h